ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

BOCA DE AVELA


2 comentários:

  1. Poeta,sua descrição do beijo é tão real que lendo me sinto beijada. Sonho acordada em viver nem que seja por um instante toda essa intensidade de amor ao ser beijada. Continue sempre com essa sensibilidade em transformar suas palavras em leitura excitante e prazerosa.Obrigada por seus poemas que enchem minha vida de alegria

    Srª Nascimento

    ResponderExcluir
  2. Humm.... que delícia!
    Mais um poema que instiga os sentidos...
    Boca de avelã
    Avelã, fruta fina de sabor refinado
    Pura sedução!
    Doce tentação!
    Boca embrulhada como chocolate requintado
    Guloseima para degustação!
    Taça de magia que inebria a paixão!
    Boca... porta de entrada de todos os prazeres...
    Ela com boca de avelã, ele com boca de hortelã
    Eles fazem a rima e o contraste de sabores
    Beijo que é puro deleite da emoção!
    Beijo que faz voar, pro céu viajar...
    Embarque e destino da doce arte de amar!

    ResponderExcluir