ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

sábado, 21 de maio de 2011

LAGO ENCANTADO

LAGO ENCANTADO

Imersão
A magia que nos prima
É sermos mergulho e lago
Feminino e masculino.
É a criação de nossa sina
Numa trança de mimos
O útero do afago

Inspiração
Singular aroma
Faz-me amante poeta
Mimam-te, mimado
Somos nus, somos soma.
Eloquência cósmica
Intimidade asceta
 
Sedução
Cuidador e cuidado
Submersas almas
Percepções cíclicas
Estado de leitura
Sem discursos armados
Arte e arteira

Vibração
O galope e a calma
Vontades e suplicas
Olhares que fissura
A dialética do orgasmo
Dança das frequências
Em vibrações faceiras
 
Felação
Que arrepia estruturas
Excita os ossos
Rompe amarras
Voláteis espasmos
Engolindo essências
Pintando dorsos
 
Respiração
Nesse lago falta ar
Onde Eterna seiva
Acorda dormências
Amado e amada
Desperta a deusa
A magia nos faz amar.


SÉRGIO CUMINO

5 comentários:

  1. CADA PALAVRA, CADA FRASE, CADA POEMA, SIMPLISMENTE MARAVILHOSO... CHEGA A EMOCIONAR... LINDO... PARABÉNS...
    LILIAN

    ResponderExcluir
  2. Como sempre linda demais.
    Beijos,
    Dai sua Baiana

    ResponderExcluir
  3. Queria saber de onde você tira essas imagens que ilustram tão bem seus poemas. Parabéns. Simplesmente, lindo! Bj Lilian

    ResponderExcluir
  4. O desejo do poeta se faz presente nas entrelinhas desta magnífica poesia.O poeta afirma o que não é para confessar um ítimo desejo que possui.A imagem do lago transmite exatamente essa necessidade do eu, pois o mesmo se encarrega de refletir aquilo que parece implicito.
    Simplesmente linda !
    Adorei meu irmão!
    Aline Megitó!

    ResponderExcluir
  5. Uma viagem
    Mergulhei no lago da sedução
    Despertei a deusa adormecida..

    ResponderExcluir