ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

ARES E SEUS AVATARES


ARES E SEUS AVATARES

Resolve Mudar de ares
De culto ou de bar
Pensamentos, o insight;  
Saborear paladares
Aprofundar no mar
Ao frio da boca estomago
Para aquecer ares
Com a boca amada
A língua a navegar
Dar alma ao pratico
E desejo vislumbrado
Decidir se entregar
Como nunca amares
Nessa vida paranoica
Ser o vermelho
Candente como antares
Ser o branco
Com a espuma dos mares
Ser azul
Do sonho que sonhares
Aquecer ares
Dos milímetros do abraço
Percebe que a sensibilidade
É o alimento da aura
Acaloram a força eólica
Para Excitar o hálito
E dar efeito para causa
No oscular das pernas
Afago e seus Calores
Faíscam com roçado
Integra ao mel dos ares
Entranhar-se pela caverna
Cosmologia interna
Ouvir o eloquente
Mundo dos Avatares
Até o silencio é melodia
Assovio do vento são frases 
Melodia dos ares
Espalha-se pelos pares
Como ecologia do ventre

SÉRGIO CUMINO - POETA DE AYRÁ


5 comentários:

  1. Somos e vivemos assim, assim mesmo, como avatares, hj eu, amanha vc, outro dias tds, o importante é sentir a energia que a vida nos doa, viver como aprendizado, cada momento, cada segundo da vida, sempre intensamente... acredito que vc consegue perceber isso nas pessoas, e faz de cada uma delas, um novo poema... parebéns querido irmao
    ... perfeito

    ResponderExcluir
  2. Como um novo tempo todas as energias boas conselheiras, querem se descobrir para encanto tambem de forças não conhecidas, e tambem aquelas que se convive no nossos delirios. Acorda para sentir o que é da loucura tambem do amor, extrair o pedido do querer, faz nascer o que denomina como avatar. Somos sem distinção aqueles que delimitam os agrados do consciente e doce privilegio de acordar no prazer tambem do espirito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Nosso tesouro esta na colmeia de nosso conhecimento.Estamos sempre voltados a essa direção,pois somos insetos alados da natureza,coletores do mel da mente." TEM MOMENTOS Q NUNCA ESQUECEMOS.BJS

      Excluir
  3. A sensibilidade é o alimento da aura...
    Por isso às vezes é necessário mergulhar mais fundo, se aprofundar no mar, voar mais alto no ar...
    Experimentar um novo sabor,
    se entregar a um novo amor...
    Fazer a vida ficar colorida: querer o fogo da paixão, o branco das ondas do mar,o azul do céu estelar...
    Quem ama ouve a eloquente voz do coração, entende o significado do silêncio,sente o calor no ar, deixa o corpo falar....

    ResponderExcluir
  4. Elizabete Nascimento31 de outubro de 2013 14:56

    Suas palavras me tocaram e me colocaram em movimento, o que hoje me encanta amanhã pode não ter valor, exercitando assim o dom da sensibilidade e espalhando energia por onde passo, como vento que vai em todas as direções.

    ResponderExcluir