ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

quinta-feira, 7 de março de 2013

CADE VOCE MULHER?


CADE VOCE MULHER?

Cade voce mulher?
Que tanto anseia, e não arreda pé.
Não tira o véu para se sentir
Procura-se e esquece-se do que é
De uma espiada por trás da cortina
E sinta os caminhos que está por vir
E assim quem sabe ao invéz de,
Na ciranda do despetalar da margarida
tremer quando puxa o bem me quer
Veja que o te reservas vai além do manto
Percebas que através do pranto
A mãe terra que hidrata suas raizes
Os ventos a faz guerreira
O pulsar de suas inquietudes cria o mar
E seu amor como cachoeira
Berço da intuição divina
E dominas a magia do amar
É fruto abençoado desde menina
Em qualquer cultura é matriz
É a força que o homem inveja
Por isso a birra de reizinho
E participa do circulo de giz
Bate o pé emburra o menino
E acredita ter o mando da peleja
E até na subserviência e generosa
Olha contemplativa e diz assim seja
No fundo nesse jogo imaturo do meu
Que por muitas vezes deixa-se jogar
No íntimo da fé sabes o que Deus lhe deu
Porque sabes a hora da ribalta terminar
Nao são suas mãos, mas o coração que caleja.
E sabes quando chamar sua cria para jantar

SÉRGIO CUMINO

Homenagem ao dia internacional da mulher

3 comentários:

  1. Belo poema poeta, que com seu olhar aguçado consegue visualizar e expressar o que é ser mulher com maestria, adentrando nossas nuances, nosso olhar, nosso jeito, enfim nos vê como realmente somos, sensiveis e capazes de enxergar o mundo de uma forma bem peculiar que foge ao pragmatismo do cotidiano e nele inseri todo um colorido especial mesmo quando tudo parece sem vida. Obrigada por mais este lindo poema e por ser homenagem a nós mulheres.

    ResponderExcluir
  2. Estou aqui homem, rs
    Linda homenagem e só a sensibilidade do poeta para nos homenagear tão lindamente
    Beijos poéticos

    ResponderExcluir
  3. Ah... que lindo!
    Mulher - fruto abençoado desde menina...
    Em qualquer cultura é matriz...
    Guerreira - berço da intuição divina!
    Não tem como não se sentir uma obra de Deus ao ler essa poesia!
    Linda homenagem ao Dia Internacional da Mulher, que só um poeta com alma feminina saberia fazer!
    Parabéns Sérgio Cumino! Abençoado seja o seu dom de poetar!
    Como mulher eu olho contemplativa e digo:
    - Que assim seja!

    ResponderExcluir