ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

quarta-feira, 11 de abril de 2012

ATRAÇÃO

ATRAÇÃO
Quero ser a paz
Que a faz feminina
O amor da vontade louca
Ser o juízo perdido,
Que a diferença faz,
E tudo que provem
Ser a arte de sua sina,  
Na luz da presença
Protagonizo o que penso
minha vontade seu imã
Próxima sem resistência.
Dialética da sua consciência
Ser seu quero - quero
Que cutuca paradigmas
A voz que vem do além
O beija flor que leva
O pedido a estrela que caiu
nem vejo o tempo que levo
Para ser o devaneio etéreo
E no seu sonho de menina
Quero ser o toque viril
A inspiração que te acordou
A poesia do seu mistério
A oralidade de sua graça
O calor que assedia
Projeto-lhe fogo do desejo
Uma ponte que chama
Sensual divina dama
Boca, rendas e o fio.
Seu mel que embebeda
Uma Deusa, quem diria.
Sirvo-lhe o vinho na taça
De mim o melhor que sei
Declaro amor na praça
Como arauto servil
E a toalha que escorrega
desenha sua graça
Fortalece a essência da lei
E o magnetismo da atração
SÉRGIO CUMINO

5 comentários:

  1. socorro guerreiro12 de abril de 2012 15:42

    belo é apalavra que uso pra descrever,a poesia,a mágica dos teus versos.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, estava sentindo tanta falta de seus poemas, sempre tao sensiveis e perfeitos ao expressar sentimentos tao bonitos, nunca desanime e nem desiste desse seu dom tao abencoado por nosso pai xango e principalmente por sua mae oxun... parabens querido amigo irmao

    ResponderExcluir
  3. Encanto, sedução palavras ocultas no encanto do querer. Somos sensiveis aos sentidos das existencias e queixumes transbordam em murmúrios exalados no contexto do autor.Sem saber bem como se seguem os versos, palavras ecoam sem pertubar o selar do fólico colher. querer, ao desejo inexpressivo, sentido atento. Abençoe sua determinação em julgar o preciso sincronismo da existencia da harmonia velada desde o contexto do seu carinho expressivo.

    ResponderExcluir