ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

quinta-feira, 28 de julho de 2016

AFAGOS SUSPIRADOS






AFAGOS SUSPIRADOS

Preciso de você  e o seu afago
De todo seu jeito envolvente
Que me faça suspirar
Esse colo que me acolhe quente
E do fogo que vem do ventre
Que eu guardo, mas não trago.
Olhar que brilha ao meu chegar
Acolha-me com suas pernas
De forma que não largue
Faça do atrevimento, poesia e afago tempero.
Sonhos, viagens, gemidos poentes.
A sua magia a torne amante alada,
com toda dança da ventania de Oyá
Sinuosidade envolvente
No namoro da água e a pedra
A chama e a vela
liturgia das sensações
Preciso que acolha
Elos da mesma corrente
Sedução das células
Chego devagarzinho
Chego manso,
Para ter a pegada que almeja
E tudo aquilo que deseja
Desse homem que acolhe.
Correspondência suprema
Que essa liberdade a eleja
Amada, amante minha Deusa.
SÉRGIO CUMINO – POETA A FLOR & A PELE


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário