ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

domingo, 22 de janeiro de 2012

NADA É POR ACASO


NADA É POR ACASO
Nem despertar do desejo que julga proibido,
Essa dialética do vou e fico.
Do quero ou me gelo
Para que o inferno vire outro
 E o pretexto à condição
Para amordaçar o impulso interno
Por que os fins dos nossos pedidos
Exige uns meios, bem durados.
Desejo versos obstáculos,
Numa ação de conflitos vividos.
É a paixão pondo em teste
Verdades e anseios dourados.
E toda mascara que te veste
O acaso movimenta o espirito
Também deixa escorrer pelos vãos
O rio da vida desenhada nas mãos
Para não avaliar fraca a carne que vence
Abre a chama da fênix
E o que resta queimar ou acender
Encontrará no bosque da trilha temida
Que seus instintos apontam
E sermos guiados pela força do querer
Mesmo confrontados pelo ardil do medo
Para sermos realistas que não realizam
Num compasso que o coro canta
E florescer o moralista desde cedo
Quando desperta a explosão
O etéreo aponta escola da vida
Assumir o diverso é enfrentar o alarme
A dor da ruptura do valor de outrora
E vivencia que nos transforma
Nada simplesmente acaba.
Se “Deus é o todo, Deus é o Nada”.
E nós imagem e semelhança
Essa paridade leva mundo a fora
E vivermos a pureza da criança
E suas descobertas de cada passo
Porque não somos donos do tempo
Para ser cada Cabeça seu destino.
Somente Interagindo
 Com sinais do acaso.
SÉRGIO CUMINO - POETA DE AYRÁ

2 comentários:

  1. Assim como nada e por acaso, nao escolhemos passar pelas coisas que a vida nos traz, acredito que o interessante e vivermos com td espirito libertario, ser livre de corpo e alma, aproveitar o que a vida nos oferece, sem preconceitos, muito menos com falsos moralismos, preocupacoes desnecessarias, como satisfacoes da vida a essa sociedade hipocrita... liberdade de mente, corpo e principalmente de alma
    Perfeito amigo, seu poema espressa o que vai na alma humana...

    ResponderExcluir
  2. Meu Poeta Querido! Não há como negar que sensações boas são capazes de verdadeiras transformações no nosso humor.
    Manter o equilíbrio diante das situações boas e ruins que acontecem na nossa vida é um jeito de buscar a felicidade sem grandes frustações ou seja ser livre para despertar o desejo.

    Adorei Poeta, sempre me surpreendendo bjus.

    ResponderExcluir