ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

segunda-feira, 7 de maio de 2012

O COLO QUE TE QUER

O COLO QUE TE QUER
Esta nessa brisa dengosa
Apatia e todo enjoo
Eu cuido do seu dengo
Eu mimo sua manha
Eu faço aquele caldo,
Expulso a tensão
Com meus dedos
Levo-a pensar na lua
E na lembrança de muito tempo
E sorrir como criança
A dama que o corpo esquenta
Fazer carinho de ciranda
Com cócegas que eu invento
Doce de leite na colher
E a língua atrás da orelha
E unir a felicidade das bocas
Aguçar onde é quente na moça
Valsar com a porcelana louça
Uivar com a selvagem loba
Tomaremos chá de folha
A que o estomago acalmou
Sobre o ninho acalento
Como gata ronrona amor
Sou o colo que clamou
Em ondas a mim chega
Que o universo anunciou
O rogar de uma flor meiga
Uma sonata para sua carência
Sob a luz da lua
Adentrar até alvorada
Com os dedos enrolando cachos
Flutuam o corpo cansado
Em gestos bem amados
Alivia o pé inchado
Agarrada a almofada
Desabotoa a decência
 Para flor exalar nua
Fragrância da mulher cuidada
Suavidade de seus traços
Somados a gemidos alados
Como viver um conto de fadas.
SÉRGIO CUMINO

5 comentários:

  1. adorei o título... o colo que te quer... é o colo que toda mulher quer... um homem que diga: Venha, EU cuido de vc... entrega total... sensibilidade pela alma feminina

    Yara Luchi

    ResponderExcluir
  2. Sou o colo que clamou... em ondas a mim chega.. o que o universo anunciou... Realmente pedi isso aos céus e a resposta chegou nesse poema!

    ResponderExcluir
  3. FLUTUAo corpo cansado
    EM gestos bem amados.
    ALIVIA o pé inchado.AGARRADA a almofada.
    DESABOTOAa decêençia .
    PARA a flor exalarnua
    FRAGÂNCIA DA MULHER CUIDADA


    AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIBIJ

    ResponderExcluir
  4. socorro guerreiro7 de maio de 2012 19:13

    adorei,cada pedaçinho,cada linha escrita tu sabes como eu gosto.é carinho ,.

    ResponderExcluir
  5. Nadir da Silva Marçal10 de maio de 2012 09:38

    Novamente requer os carinhos desejados, não o deleite guardado.Desejo inexpresso não falado, é sucumbido entre os afagos expressos e no encantamento delicioso amado. Quer abrir-se ao novo e sabe que pode exaltar a carícia plena, desejo de mulher amada. Desejo de homem que ama sem pedir. Desejo de pedir mais.

    Nadir da Silva Marçal

    ResponderExcluir