ESSE BLOG NÃO PERTENCE SÓ AO POETA, ELE É DE TODOS NÓS

sexta-feira, 8 de junho de 2012

CESTA DE SONHOS

CESTA DE SONHOS

Vento frio do outono
Que gela andarilhos
Vira fluxo da inspiração
Para aquecer almas
Leva-me a escrever
Antes que entorne
E saber que foi lido
No intimo da caverna
Acolchoada do edredom
Cesta de palavras gulosas
Pelo delírio do sonho
Abre o dia a vida
Da manha tesuda,
Degusta sentidos
Banquete de poesias
Como chocolate suíço
A mente presenteia,
E as frases derretem
Em digestivos desejos
Deixa a libido desnuda
Nessa corte é rainha
Saciando a fome
Das células súditas
Do sabor dos sonhos
Quão corpo sorria
Pela alvorada dourada
De vontade recheada
Que a alma acordou,
No sorriso transitado
Na delicia de gemido
Que o dedo avocou
Canto da vontade amada
Reza o que dia projetou
Lá estarei como desenhado
Pagando beijos devidos
E a pele macia
Namorando meu calor
Em estrofes temperadas
Numa manha fria de outono

SÉRGIO CUMINO

5 comentários:

  1. socorro guerreiro8 de junho de 2012 15:03

    quem não gostaria de frio partilhado assim.coisa de sergio cumino.

    ResponderExcluir
  2. PARABÉNS POETA,QUE A TESSITURA DESSA CESTA ACOLHA NOSSOS SONHOS E, SACIADOS POR SUAS DELÍCIAS E DESEJOS, APAZIGUADOS, NOS ENLACEMOS ACONCHEGADOS E NA MALEMOLÊNCIA DO FRIOZINHO OUTONAL A GENTE SE RENDA...

    ResponderExcluir
  3. Guarde esta cesta harmoniosa para que todos sintam o que é a leveza doo sonhar. Deseje colocar aquilo que apetece e nos encanta a cada dia como as expressões do poeta ávido e guloso por adicionar o seu mais que perfeito colóquio e devaneios de seus mais loucos sonhos.

    ResponderExcluir
  4. Cesta de palavras, cesta de aconchego...
    Quem não ia ficar com a libido à flor da pele com uma cestas dessas?
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Que delícia acordar e, ainda debaixo do edredom, receber uma cesta da manhã...
    Uma cesta especial...
    Uma cesta de palavras gulosas..
    Um cesta de poesias para alimentar de sonhos nosso dia!
    A mente refestela-se com esse presente e nossos sentidos tornam-se apurados...
    Cesta que sacia nossa fome de amor!
    A alma sorri, o desejo desperta...
    Projeta-se um novo dia!
    Manhã fria mas apetitosa pois foi temperada com beijos, sonhos, namoro e banquete de poesia....

    ResponderExcluir